Tipos de cortina: conheça os principais

0
1728

As cortinas são elementos importantes, que estão presentes na maioria dos lares há bastante tempo. Afinal, além de regular a entrada de luz, essa peça também serve como complemento extra na decoração dos ambientes. Mas você conhece os principais tipos de cortina e sabe qual escolher?

Se você ainda não conhece, este post é para você! Nele, abordaremos características dos principais modelos para que você faça a melhor escolha para a casa! Acompanhe e saiba mais!

Quais os principais tipos de cortina?

Tradicional

As cortinas tradicionais são utilizadas nos mais diversos tipos de ambientes e costumam ser fabricadas em tecido liso de algodão, linho, seda, voal, veludo ou blackout, com ou sem estampa.

O modelo é fixado com varões ou trilhos suíços e pode vir acompanhado de acessórios, como abraçadeiras, elementos pendentes e xales. Para dar volume ou obter um efeito elegante, a dica é fazer o acabamento do tecido com pregas.

Celular

Esse tipo de cortina é prático e moderno. Ele leva esse nome porque é composto de elementos que têm o formato de pequenos favos. A estrutura da cortina costuma ser fabricada em tecido-papel, que proporciona a abertura e o fechamento vertical, do tipo sanfona.

A cortina celular é ideal para ambientes que exigem bastante proveito da luz natural, já que se recolhe por completo quando está aberta. Os colchões de ar presentes nos pequenos “favos” também garantem maior conforto térmico e acústico.

Persiana

A cortina persiana contém lâminas que giram no sentido vertical ou horizontal. Essas lâminas podem ter diferentes espessuras e geralmente são reguladas por um sistema standart (cordinha), monocontrole (haste) ou motorizado.

As persianas podem ser fabricadas com diferentes materiais, como madeira e alumínio. Elas combinam muito bem com projetos de estilo minimalista e descontraído, e nos ambientes que pedem maior entrada da luz solar, a dica é apostar em modelos com lâminas largas.

Painel

Esse é um tipo de cortina muito ousado e imponente. Sua estrutura é formada por painéis retangulares – fabricados em lona ou sarja – sobrepostos entre si, que podem ser mantidos no sentido vertical ou horizontal.

A cortina painel é fixada sobre trilhos e se abre horizontalmente. Por cobrir grande área das aberturas da residência, esse modelo fica melhor quando instalado em ambientes amplos ou que possuam janelas com um bom espaço livre nas laterais.

Silhouette

A cortina silhouette é bem parecida com uma persiana, mas se difere dela por possuir lâminas de tecido. Esse material diferenciado traz mais elegância e permite a adição de estampas, cores e texturas ao modelo, o que combina com qualquer estilo de projeto.

Rolô

A cortina rolô tem um mecanismo diferenciado, que enrola toda sua estrutura durante a abertura. Como o próprio nome indica, é um modelo que se organiza no formato de rolo e que pode ser instalado dentro de uma sanca ou atrás de um varão tradicional.

Composta de tecido blackout, essa cortina é uma boa opção para ambientes que precisam de escurecimento total, como as salas e os quartos. O modelo ainda pode ser encontrado nas mais variadas cores para complementar a decoração dos cômodos.

Romanas

Parecidas com as persianas, as cortinas romanas são compostas por peças verticais e se estruturam com varetas que permitem a abertura e o fechamento em camadas. O modelo pode ser fabricado com variados tecidos ou matérias-primas naturais, como palha e bambu.

A escolha do material determinará a função da cortina, que pode bloquear a luz por completo ou proporcionar maior privacidade ao espaço. Independentemente da escolha, saiba que esse é um modelo interessante para se usar em qualquer janela.

Você gostou de conhecer os principais tipos de cortina? Então, siga a nossa página nas redes sociais e saiba muito mais sobre construção e decoração! Estamos no Twitter, Facebook, Youtube e Pinterest.

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria