Porcelanatos: vale a pena investir?

0
3283

Usado tanto em áreas internas como em ambientes externos, o porcelanato é um material muito popular em projetos residenciais modernos, prova disso é que ele está entre os revestimentos preferidos dos consumidores brasileiros.

Existem diversos tipos de pisos disponíveis no mercado: cerâmica, cimento queimado, laminado, ladrilho hidráulico, granito, mármore e o próprio porcelanato. Podemos afirmar que, dessa lista, os pisos porcelanatos são, justamente, o tipo de revestimento queridinho na atualidade, mas, será que vale mesmo  a pena investir nesse acabamento?

Continue lendo o nosso artigo e tire suas conclusões!

Afinal de contas, o que é porcelanato?

O porcelanato é um material de construção usado no revestimento de paredes e pisos. É um produto cerâmico produzido a partir de argila, quartzo e outros elementos moldados, prensados e secos a uma temperatura alta (cerca de 1.300 graus centígrados).

As peças de porcelanato geralmente possuem acabamento vitrificado, uniformidade de coloração, resistência a desgastes, dentre outras vantagens.

Quais os prós e contras desse revestimento?

Não é difícil entender o sucesso que os porcelanatos fazem, já que, realmente, apresentam muitos pontos positivos. As vantagens desse revestimento se sobrepõem às desvantagens, comprove:

Vantagens

Além de bonito e moderno, o porcelanato é um revestimento de prática manutenção e higienização no dia a dia. A limpeza é rápida e simples, pois basta varrer o piso e passar um pano umedecido em água e detergente ou outro produto específico.

Como se não bastasse, o revestimento possui enorme versatilidade decorativa, pois é encontrado em diferentes cores, texturas e tamanhos, o que possibilita sua utilização em qualquer ambiente da casa.

Para completar, pisos porcelanatos possuem alta durabilidade, resistência à umidade e baixa absorção de água, o que garante que mantenham sua boa aparência por muito tempo.

Desvantagens

O preço do porcelanato é mais elevado que o preço da cerâmica e de outros materiais mais simples, porém, o custo-benefício é compensador, especialmente se levarmos em consideração a beleza e a qualidade desse revestimento. A mão de obra de instalação também é um pouco mais cara.

Alguns tipos de porcelanato são escorregadios, portanto, em casas com idosos e crianças,  o ideal é optar por porcelanatos antiderrapantes e texturizados.

Por fim, o piso de porcelanato é frio. Isso faz dele uma alternativa excelente para a primavera e o verão, mas não tão boa no outono e no inverno, quando as temperaturas ficam mais baixas.

Quais os tipos de porcelanato existentes no mercado?

Como já mencionamos, é grande a variedade de pisos porcelanatos. Os principais são: porcelanato acetinado, porcelanato polido e porcelanato rústico.

O porcelanato acetinado é fosco e mais resistente do que o porcelanato polido. Ele não mancha e nem fica riscado com facilidade. É ideal para banheiros, garagens, varandas, salões de festa e áreas gourmet.

O porcelanato polido, por sua vez, é requintado, brilhante e liso. Sua estética é sofisticada, mas ele é mais suscetível ao surgimento de arranhões. Esse tipo de porcelanato é ideal para salas e  quartos. Evite-o em espaços molhados, como áreas de piscina, sauna, cozinha e banheiro. A categoria polida é mais escorregadia.

Diferentemente do porcelanato polido, o porcelanato rústico tem acabamento mais simples. Pode ser usado em espaços internos, porém é mais adequado para áreas externas, pois une rusticidade, segurança, praticidade e funcionalidade. Por ser texturizado e antiderrapante, combina com varandas, lavanderias, terraços e locais próximos a jardins e decks.

E aí, gostou do nosso artigo? Acha que vale a pena investir nos pisos porcelanatos? Se esse material foi útil para você, assine nossa newsletter e receba outros conteúdos como esse em primeira mão!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria