Planejando uma reforma? Confira 5 dicas para não estourar o orçamento

0
1085

À medida em que os anos vão passando, alguns problemas podem aparecer em sua residência. A vontade de renovar os ambientes ou colocar fim a velhos defeitos da casa frequentemente toma conta dos projetos das famílias, mas é preciso cautela! Iniciar a reforma demanda muito planejamento e organização – caso contrário, as finanças podem ser comprometidas.

É comum ver pessoas reclamando que a reforma nas suas residências está levando mais tempo e dinheiro que o previsto. O que muita gente não sabe é que um bom planejamento tem o poder de afastar este tipo de inconveniente. Quer saber como reformar a sua casa sem estourar o orçamento? Confira as nossas dicas e se prepare para as mudanças sem que elas pesem no bolso!

Planejamento é a palavra de ordem!

Um dos principais erros cometidos na hora da reforma é começar a execução sem ter um projeto definido. Adotar este tipo de postura faz com que os custos subam. Além disso, sem um plano de ação, a obra pode atrasar e as chances de novas intervenções no futuro aumentam.

Além de não se planejar, é comum que as pessoas que decidem pela reforma já partam para a compra de materiais sem delimitar nem mesmo quais cômodos serão reformados. Comece sempre por uma lista de objetivos e contatos de profissionais. Assim, você consegue ter a real noção do que vai precisar comprar e quanto será necessário. Só depois de cumprida esta etapa você deve seguir para a execução (compras, contratações e a obra em si).

Divida seu projeto em etapas

Para facilitar a execução do que foi planejado, é preciso que o projeto tenha um cronograma, no qual as etapas da obra sejam bem definidas e os prazos sensatos. Isto é muito importante para que tudo seja concluído com sucesso, sem gastos além do previsto. O ideal é que cada etapa seja dedicada a um tipo de mudança para que você possa contratar os profissionais na hora certa. Caso tenha que fazer uma reforma muito grande, considere retirar a família do local por um tempo. Assim, é possível fazer tudo mais rápido e sem interferir tanto assim na rotina dos moradores.

Pesquise preços de serviços profissionais

Se a reforma for simples, como uma pintura, por exemplo, reúna a família para realizar a tarefa. Além de divertido, é bem econômico! Mas se você não possui muita paciência ou tem medo de dar tudo errado, contrate um profissional. Caso a reforma seja mais intensa, envolvendo intervenções maiores, especialmente na estrutura elétrica, arquitetônica e hidráulica, é imprescindível contratar mão de obra qualificada. Só assim você garante a segurança da estrutura da casa e previne a família de ter dores de cabeça no futuro. Para não ter gastos desnecessários, é preciso pesquisar preços e negociar.

Nunca compre o material sem pesquisar preços

Se você quiser economizar e manter a vida financeira em ordem, é preciso estar disposto a pesquisar preços. Deixe a indisposição de lado, bata perna e faça cotações online. Neste processo, é importante ter todas as metragens e projetos em mãos. Quanto mais precisão nos detalhes, melhor! Normalmente as reformas acabam custando mais caro do que o imaginado por falta desta etapa.

Mantenha os pés no chão

Nunca planeje uma reforma incompatível com as suas reais condições financeiras! Tenha bom senso e projete tudo de acordo com seus ganhos para não se atolar em dívidas ou acabar tendo que conviver com uma reforma pela metade. Defina um valor máximo a ser investido e lembre-se de não comprometer um dinheiro que você não tem. Estude também as formas de pagamento, escolhendo aquelas que oferecem as maiores facilidades e as menores taxas de juros.

E você, está pensando em reformar sua casa? Que estratégias pretende adotar para não estourar o orçamento? Compartilhe conosco nos cometários!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria