Pisos para cachorros: invista na decoração e cuide do pet

0
427

Cachorros são sinônimo de alegria em muitos lares e, quem tem, sabe que são muitos os cuidados que esses bichinhos requerem: levar ao veterinário, dar banho, passear, brincar e… cuidar do piso. Sim, esse é um item importante para a saúde do seu animalzinho! Feita a escolha certa dos pisos para cachorros, seu pet circula sem nenhuma dificuldade e você ainda evita o desgaste do chão.

Seja em casas ou em apartamentos, a circulação dos animais de estimação deve ser levada em consideração. Pisos lisos e escorregadios dificultam o equilíbrio dos cães.  As dificuldades para sentar e levantar geram um esforço maior nas articulações, podendo causar displasia coxofemoral, que é a degeneração da articulação do quadril, ou agravar doenças já existentes.

Por isso, preste atenção à essa questão e confira as melhores opções de pisos para cachorros. Ao mesmo tempo em que cria um ambiente mais apropriado e acolhedor para o seu bichinho, você aproveita para renovar sua decoração. Fantástico, não?

Quando o assunto são pets, o chão da sua casa também merece atenção. Pisos lisos podem influenciar na saúde física do animal. Foto: Getty Images.

As vantagens do porcelanato

O porcelanato é uma ótima escolha de pisos para cachorros. Além de riscar com menos facilidade, esse tipo de revestimento não mancha facilmente, o que é uma grande vantagem quando o animal ainda é filhote e tende a urinar em lugares errados. Outro aspecto benéfico do porcelanato é a higiene. Por conta do acabamento e do rejunte discreto, a limpeza fica muito mais fácil.

Se você optar por esse modelo, lembre-se: os mais indicados são com menos brilho, como os de cimento-queimado ou madeira, essas texturas ajudam a disfarçar as marcas de unhas.

O porcelanato é uma ótima escolha para quem tem filhotes. Por ser prático na hora da higiene, fica muito mais fácil limpar aquele xixi em lugar errado. Foto: K9 of mine.

A durabilidade da cerâmica

Uma das característica da cerâmica é a durabilidade e a resistência a arranhões, o que faz desse material uma ótima opção de pisos para cachorros. Outro aspecto relevante é que a cerâmica colabora para manter ambientes mais fresco, o que ajuda os pets na hora do calor.

Na hora do calor, a cerâmica é uma aliada para refrescar o ambiente e aliviar os pets. Foto: Citytile.

Praticidade do piso vinílico

Com acabamento de capa de PVC, o piso vinílico tem diversas qualidades que o tornam uma boa escolha de pisos para cachorros. Com uma absorção quase nula, o xixi fora de lugar deixa de ser um problema. Além disso, os pets podem arranhar à vontade porque ele é muito resistente e, se precisar lavar, fique à vontade, não haverá nenhum problema.

O piso vinílico possui absorção quase nula o que faz com que o xixi em lugares errados não se torne um problema. Foto: igorr1-iStock.

E quando não dá para mudar, o que fazer?

Se você trocou o piso há pouco tempo ou se mora em imóveis alugados e é inviável fazer a troca, o ideal é investir em algumas alternativas que podem substituir os pisos para cachorros e são fáceis tanto para colocar como para retirar. Entre as opções possíveis estão os deques de madeira e as placas de EVA. No entanto, essas soluções são mais adequadas para as áreas externas, como quintais e varandas.

O deck é uma alternativa externa para quem não pode modificar os pisos. Foto: Shutterstorck.

Agora que você conhece os melhores pisos para cachorros, veja o que melhor se adapta ao seu pet e ao seu lar. Na hora de trocar o revestimento, cuide dos seus bichinhos e inove na decoração ao mesmo tempo. As opções, como você viu, são inúmeras.

E por falar em lar… tem muitos cachorros esperando por um lugar onde possam ser cuidados e amados. Já pensou em adotar? Tendo essa atitude você oferece um novo recomeço ao cãozinho. Não é lindo?!

Ah, se você conhece outros pisos que são bons para a circulação dos cachorros, deixe seu comentário e conte para a gente! Aproveite para visitar uma de nossas lojas e fale com nossos especialistas.

 

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria