Como usar papéis de parede na decoração

0
917

Os papéis de parede enchem os ambientes de beleza e graciosidade. Além disso, são super democráticos e versáteis. É possível encontrar no mercado uma infinidade de estampas, texturas e preços. Definitivamente, há opções para todos os gostos e bolsos!

A melhor parte é que a aplicação do papel de parede não exige muita habilidade, o que permite que os ambientes sejam renovados de forma muito mais rápida e prática. Muito usados nas decorações de quartos infantis, os papéis de parede estão sendo cada vez mais aplicados  em outros cômodos.

Quer saber como decorar espaços usando papéis de parede com bom gosto e equilíbrio? Então confira nosso artigo!

Papel de parede: um pouco de história

Os papéis de parede começaram a ser utilizados nas construções europeias de 1481, época em que este elemento decorativo era sinônimo de luxo, requinte e status. Nos séculos seguintes, o papel de parede ganhou força e, em 1874, mais de 32 milhões de rolos foram vendidos. No século XX, este artigo alcançou seu auge, já que entre as décadas de 50 e 70 praticamente todas as casas apresentavam um detalhe com papel de parede. Na atualidade, ele possui diferentes padronagens e é aplicado não mais apenas na parede, como também em mesas, objetos artesanais e outros itens.

O papel de embelezar e quebrar a monotonia

Este elemento decorativo cumpre o papel de embelezar, trazendo estilo, elegância, vida e criatividade aos ambientes. Vale destacar que os papéis de parede podem transformar qualquer espaço, deixando-o muito mais bonito. Para isso, é necessário saber escolher as cores e padrões adequados. Saiba que, se a escolha for bem feita, a monotonia passará longe do seu cômodo. Pense nisso!

Como escolher o papel?

A variedade de opções é tão grande que provavelmente você vai ficar em dúvida na hora da compra. Dizem que a escolha do papel é mais difícil do que a própria aplicação – sendo assim, é melhor ir com calma! Defina o ambiente no qual o papel será aplicado e opte por um estilo que dialogue com seu projeto de decoração.

Para os ambientes úmidos, o mais indicado é utilizar papéis impermeáveis. Já para os quartos de crianças, o mais recomendado é usar papéis de parede revestidos de vinil, por serem mais fáceis de limpar. A regra geral é que cada cômodo possui suas peculiaridades e elas devem ser levadas em consideração na hora da escolha do papel de parede.

 

Múltiplos efeitos

O papel de parede pode gerar diferentes efeitos, a depender do estilo, cor e forma de aplicação. Confira:

Ampliar o ambiente

Papéis de parede com tonalidades claras dão a sensação de amplitude. Este efeito pode ser maximizado pelas linhas verticais, pois elas dão a impressão do pé direito ser mais alto.

Criar um ambiente intimista

Papéis  com cores quentes, estampas pequenas e concentradas tornam a divisão mais íntima. Usar o papel no teto também ajuda a atingir esse efeito.

Dar um tom de dramaticidade

As cores escuras possuem o poder de dar um tom dramático a qualquer ambiente. Este tipo de decoração fica melhor se houver iluminação direta sobre algumas peças decorativas, como quadros e esculturas.

Esconder imperfeições

Se o objetivo for disfarçar as irregularidades da parede, opte por papéis grossos, pesados e com padrões geométricos.

Dicas extras

  • Faça orçamentos em várias lojas e compare os preços;

  • Meça o ambiente no qual o papel será aplicado e calcule quantos rolos serão necessários;

  • Se possível, contrate um profissional para aplicar o papel;

  • Uma pintura novinha valoriza o papel de parede;

  • Use cola especial para fazer a aplicação;

  • Cuidado para não escolher uma estampa cansativa.

E aí, gostou das nossas dicas? Está pensando em decorar com papel de parede ou já investiu nesse artigo em algum cômodo da casa? Conte para a gente!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria