O que é melhor na decoração da casa: pintura ou papel de parede?

0
5225

Com o papel de parede de volta às tendências de decoração e as possibilidades de cores que a pintura traz, fica difícil decidir qual das duas opções escolher para a casa, não é verdade? Se você se identifica com esse dilema, então esse artigo é para você!

Falaremos um pouco sobre o papel de parede e a pintura na decoração, bem como as vantagens e desvantagens que cada um apresenta. Tudo para ajudar você a escolher mais facilmente. Vamos lá?

Papel de parede

Esse elemento de decoração já foi o centro das atenções das casas na década de 60. Quando alguns pensavam que ele havia entrado para a história, eis que o papel de parede ressurge com mais força do que nunca!

Vamos explorar um pouco dos prós e contras que esse queridinho de designers e arquitetos oferece.

Vantagens

Uma das vantagens dessa opção é a instalação. Ela é rápida e não deixa resíduos, o que significa que toda a sujeira e bagunça características da pintura simplesmente não acontecem aqui.

Além disso, o papel de parede oferece uma variedade de estilos, estampas, cores e texturas que permite a composição dos ambientes de jeito únicos, criativos e cheios de personalidade.

Desvantagens

Além do preço mais elevado, essa opção exige muito cuidado, tanto em relação à medida do ambiente quanto com a aplicação. Quando mal colocado, o papel pode formar bolhas e prejudicar o visual.

A textura da parede também deve estar a mais lisa possível para a aplicação do papel; do contrário, o efeito desse acabamento ficará longe do esperado.

Pintura

Clássica e amplamente conhecida, a pintura também é um acabamento que apresenta vantagens e desvantagens que você precisa conhecer. Acompanhe!

Vantagens

Além da vantagem do preço mais acessível, a tinta é mais fácil de se encontrar para comprar — você a encontra em qualquer loja de materiais de construção —, sem contar que é de fácil aplicação e secagem rápida.

Dependendo do tipo que você comprar, ela pode ser sem cheiro, super lavável e até antialérgica. A versatilidade também não fica para trás: as opções de cores e texturas permitem diversas combinações.

Desvantagens

Apesar da variedade de cores e texturas, a pintura ainda perde em comparação com o papel de parede por não permitir estampas diferenciadas. Além disso, a tinta é menos durável do que o papel em ambientes internos. Sendo assim, exige mais manutenção.

Combinando as opções

Se você gosta da ideia de decorar usando os dois elementos, vai fica feliz em saber que é possível combiná-los.

Utilizando a tinta como “pano de fundo” e o papel em detalhes para dar um toque especial — ou ainda, em apenas uma das paredes de um cômodo —, essa combinação fica bonita e sofisticada.

Basta ser criativo e ter uma dose de bom-senso para não misturar cores e estampas que não se adequam ao piso e à mobília já existentes nos ambientes.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o papel e a pintura na decoração, fica fácil decidir o que é melhor para a sua casa, não é verdade? Aproveite para nos seguir nas redes sociais e ter acesso a mais dicas como essa. Estamos no Twitter, Facebook, YouTube e Pinterest!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria