Mármore ou granito: entenda as diferenças

0
1168

Mármore ou granito entenda as diferenças

Com os mais variados tamanhos, tons e formatos, as pedras são facilmente encontradas no ambiente natural. Já nas construções, sua aplicação é sempre muito bem selecionada, levando em conta fatores que vão desde a resistência, passando pela estética e chegando, claro, ao custo. Algumas pedras, no entanto, possuem características bem parecidas, o que pode acabar confundindo o consumidor na hora da compra. É o caso, por exemplo, do mármore e do granito, materiais amplamente usados na composição de espaços não só por sua beleza como também por sua praticidade e durabilidade. Mas o que efetivamente os diferencia? Será melhor escolher mármore ou granito?

A verdade é que, pelo menos visualmente, o mármore e o granito não possuem tantas diferenças assim, já que ambas as pedras apresentam variações suficientes para não ser nada difícil encontrar muitas similaridades entre elas. De fato, a principal diferença está em suas composições, com o granito sendo formado por três minerais — mica, feldspato e quartzo —, enquanto o mármore é composto por apenas um mineral e por calcita. Quer saber mais sobre esses materiais e aprender a optar entre um e outro? Então fique de olho no post de hoje:

Resistência

O granito é mais resistente porque apresenta uma porosidade menor em relação ao mármore, consequentemente conquistando uma durabilidade maior. Essa característica de dureza da pedra é perfeita para ser aproveitada em locais mais sujeitos a impactos e de uso mais intenso, como é o caso dos pisos externos. O mármore, pelo contrário, é uma pedra mais mole e porosa, tendo por isso sua resistência e durabilidade um pouco comprometidas. Sendo assim, o ideal é aplicá-lo em espaços de uso mais moderado e, de preferência, livres da umidade excessiva.

Custo

Como as variedades de mármores e granitos são muitas, o custo de cada pedra dependerá basicamente de sua disponibilidade no mercado. No Brasil, as jazidas de granito correspondem a boa parte da exportação da pedra no mundo, enquanto o mármore ainda possui uma produção relativamente pequena. De maneira geral, pode-se considerar que quanto mais rara for a pedra, mais cara ela será. Isso sem contar a possibilidade de ser importada ou não.

Mármore ou granito entenda as diferenças (2)

Manutenção

Independentemente da pedra escolhida, os cuidados com a manutenção são praticamente os mesmos. Assim, como os mármores e granitos são porosos, evite derramar líquidos sobre eles ou deixá-los molhados por muito tempo. Na limpeza, o ideal é passar apenas um pano úmido e, se necessário, acrescentar um detergente — nesse caso, opte pelos neutros incolores, que não danificam ou riscam o material. Jamais utilize produtos fortes demais, como água sanitária ou ácidos, sobre as pedras, pois o dano pode ser irreparável.

Aplicação

Por sua beleza típica, tanto o mármore como o granito são bastante utilizados na decoração interna de residências e outros estabelecimentos. Bancadas de fogões e pias, pisos e até paredes de banheiros costumam ser revestidos com esses materiais. Alguns móveis também podem ser trabalhados com as pedras, como mesas e balcões. Em alguns detalhes das casas, como soleiras e peitoris, é comum encontrar uma faixa de mármore ou granito para dar um charme a mais.

Levando em conta essas características, vê-se que é mais que possível trabalhar tranquilamente com as duas pedras em projetos decorativos. Só não se esqueça que o granito é mais resistente para as áreas externas, enquanto o mármore é um material mais nobre, ideal, portanto, para pequenos detalhes internos.

Agora ficou muito mais fácil escolher a pedra mais adequada para seu projeto, não é mesmo? E então, o que será: mármore ou granito? Ainda ficou com dúvida? Deixe seu comentário e participe!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria