Limpeza da casa: 6 lugares que mais acumulam bactérias

0
1347

Limpeza da casa 6 lugares que mais acumulam bactérias (2)

Não importa se você mora com a família, divide apartamento com amigos, juntou escovas de dentes com o amor da sua vida ou mesmo vive sozinho. Há muito mais habitantes do que você imagina sob o mesmo teto que você. E são os piores inquilinos que alguém pode querer ter.

Sim, estamos falando sobre as milhões de bactérias que povoam atém mesmo os menores e aparentemente inofensivos espaços de casa. Todas elas, aliás, prontas para fazer as malas e invadir o melhor dos habitats: seu organismo.

Quer combatê-las e evitar que isso aconteça? Então acompanhe o nosso post. Mostramos onde estão escondidos os maiores riscos e como lidar com eles. Tudo para garantir não só a limpeza da casa mas também sua saúde. Confira:

Vaso sanitário

Sim, vamos começar pelo banheiro, o local onde fazemos a maior parte do nosso ritual diário de higienização e que, por isso mesmo, abriga colônias inteiras de bactérias por quase todos os cantos.

Um deles o vaso sanitário, que abriga cerca de 50 pequenas inimigas a cada 2 cm quadrados. A limpeza dele, portanto, merece toda a atenção e deve ocorrer pelo menos duas vezes na semana, até mesmo para evitar odores. O ideal, para isso, é utilizar água sanitária à base de cloro, deixando-a agir interna e externamente por cerca de cinco minutos. Depois, use uma escova sanitária para esfregá-lo e aplique desinfetante para completar o trabalho.

Limpeza da casa 6 lugares que mais acumulam bactérias

Box

Ainda no banheiro há aquele cantinho que vira karaokê para muita gente mas tem uma única função primordial: ser espaço para limpar as impurezas que acumulamos ao longo do dia com boas chuveiradas e muito sabão.

O problema é que enquanto nossa pele é higienizada as bactérias e germes se espalham pela área do box. Para se livrar desses intrusos é importante esfregar azulejos do azulejos do chão e das paredes ao menos uma vez na semana também apostando em uma solução de água e água sanitária, além de recorrer à escova inclusive para retirar mofos e resíduos dos rejuntes.

Pia e ralos

Na pia a dica é limpá-la com água sanitária, cloro em gel ou mesmo desinfetantes comerciais utilizando uma escova em toda a sua extensão. Mas também é preciso ficar de olho no ralo, por onde passa não apenas água residual, mas também restos de produtos de higiene e fios de cabelo que também podem ser esconderijos de germes.

O mesmo vale, claro, para o ralo do chão. Evitar proliferação desses inimigos invisíveis e até mesmo mau cheiro, porém, não requer nenhum esforço excessivo. Basta aplicar uma xícara de bicarbonato de sódio seguida por outra de vinagre branco fervido e, por fim, uma panela de água quente.

Botão de descarga, torneira e maçaneta

Pequenos locais, grandes problemas. Habitats favoráveis ao depósito dos temidos coliformes fecais, que sobrevivem até duas horas nos ambientes em que se desenvolvem, esses espacinhos também precisam de escovadas rotineiras com desinfetantes.

Outra opção sugerida é aplicar cloro em gel nessas superfícies e deixar a substância agir por cinco minutos antes de ser retirada com um pano úmido.

Geladeira e fogão

A gente bem queria que a cozinha fosse área imune da invasão de bactérias e que pudéssemos preparar nossos alimentos em paz. Mas não é. Há pesquisas apontando, aliás, que a área é uma das mais infectadas do nosso lar.

Exatamente por isso, a limpeza da casa nesse cômodo requer estratégias ainda mais apuradas. Para pisos, azulejos, pias, torneiras e puxadores as dicas são as mesmas que demos para o banheiro.

Mas também é preciso tomar cuidado com os eletrodomésticos. No caso das geladeiras, por exemplo, um simples abrir de porta para tomar água já causa contaminação vinda do ar e até das nossas mãos. Para diminuir os riscos, portanto, use produtos multiuso com propriedades antibacterianas em toda a parte externa do aparelho pelo menos uma vez na semana.

Para a área interna utilize álcool em gel aplicado com pano ou uma esponja macia. No caso do fogão, a dica é misturar o milagroso bicabornato de sódio a um pouquinho de água até formar uma pasta e espalhá-lo pela superfície a ser desinfetada usando uma bucha macia. Lembre-se de limpar os vãos entre botões e toda a área externa, incluindo a tampa!

Cantinho dos pets

Sabe o lugarzinho favorito do seu bichinho de estimação, onde ele deita, rola e apronta todas? Pois é. Pode estar povoado de germes que fazem mal a você e a ele. Para garantir que todo mundo fique saudável e diga adeus aos agentes infecciosos nem é preciso muito: basta limpar essa parte da casa com solução de cloro em gel e um pouco de água no mínimo uma vez por semana.

Gostou do nosso guia para aprimorar a limpeza da casa e dizer adeus às bactérias? Então que tal ficar por dentro de outros conteúdos e todas as dicas que preparamos para o lar? Pra isso basta dar um click e curtir nossa página no Facebook. Até a próxima.

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria