Já ouviu falar do quarto montessoriano para bebês?

0
1076

Enquanto são muito pequenos, especialmente entre 0 e 3 meses, os bebês requerem cuidados especiais. Não podem se alimentar, se vestir, se banhar ou trocar suas roupas sozinhos. Conforme os filhos crescem, os pais buscam maneiras de estimular sua independência, obedecendo as limitações de cada fase.

E é para estimular a autonomia positiva das crianças e dos bebês que existe o quarto montessoriano. Já ouviu falar nele? Continue a leitura e descubra tudo sobre essa metodologia.

Entenda o método Montessori

Criado em 1907 por Maria Montessori, uma médica italiana à frente de seu tempo, esse método acredita que as crianças aprendem de forma única, cada uma a seu tempo, num processo de desenvolvimento natural. Para estimular isso, o quarto da criança deve ser preparado como um ambiente criativo.

Montessori elencou 12 períodos sensíveis nos quais a criança está mais aberta para desenvolver alguma habilidade. Desses, três incluem fases do bebê: o período do movimento, da linguagem e da higiene/desfralde.

Sobre o quarto montessoriano

Esse tipo de projeto consiste em decorar o ambiente da criança de forma a estimular seu desenvolvimento sensorial e sua autonomia, fazendo com que ela mesma acesse tudo o que precisa fisicamente.

É comum haver dúvidas se esse método é aplicável também para bebês ou apenas para crianças. A resposta é que sim, bebês também podem se beneficiar disso.

Benefícios do quarto Montessori

Maria Montessori acreditava que alguns princípios positivos seriam desenvolvidos num ambiente propício:

  • O amor ao trabalho — a criança é estimulada a trabalhar no que quiser, pelo tempo que precisar.
  • A autonomia — para se mover e se colocar como deseja (sentada, em pé, deitada).
  • O respeito — cuidado ao guardar e utilizar cada material. A paciência e a atenção são também encorajados.
  • As capacidades sensoriais — os sentidos são estimulados: tocar, ouvir, ver, cheirar, sentir o gosto.
  • A autodisciplina — o espaço requer controle da criança sobre seus gestos e atitudes.

Elementos para compor o quarto

O berço deve ser substituído por um colchão ou similares, no chão. Recomenda-se colocar, ao centro, um Moisés ou Topponcino (um colchãozinho maleável), para carregar o bebê e protegê-lo, mantê-lo aquecido, a salvo de superfícies sujas e sem acordá-lo, se estiver dormindo.

Providencie tapetinhos de EVA ou um tapete limpo para o piso. Quando o bebê se mover, esse acabamento o protegerá de quedas e é também um estímulo sensorial.

Instale um espelho baixo, rente aos rodapés, na horizontal. Assim o bebê poderá desenvolver a visão e a autoconsciência. Prefira um espelho de acrílico aos de vidro, por segurança.

Coloque também prateleiras baixas nas paredes, de fácil manuseio, com alguns brinquedos e livrinhos, mesmo que ele ainda não leia, apenas como estímulo visual.

Dicas de decoração do quarto de bebê no método Montessori

Para criar um quarto para seu bebê, alguns dos princípios montessorianos de materiais pedagógicos podem ser transportados para a decoração: estímulos concretos dos sentidos, a beleza despertando o interesse na criança, objetos adaptados ao tamanho e à força do pequeno e cada objeto trabalhando uma característica por vez (cores, formas, etc.).

Para o desenvolvimento da concentração e da visão do bebê, instale móbiles com cores fortes, contrastantes (ainda fora de alcance, por razões de segurança). Pôsteres podem ser instalados mesmo para bebês porque eles observam, conhecem seu quarto e começam a fazer seu arsenal de letras e símbolos.

Delimite uma área para que o bebê se estique e saia um pouco do Moisés, se for o caso. Um cobertor fofo no chão pode ser uma opção. Um quarto montessoriano permite esse tipo de liberdade.

Organização e cuidados

É importante cuidar da organização do quarto do bebê, deixando-o agradável para seus momentos de aprendizado. A organização, o cuidado e a limpeza são aspectos éticos na formação das crianças, também prezados por esse método.

O quarto montessoriano pressupõe não apenas deixar tudo ao alcance dos pequenos para estimulá-los, mas também desenvolver neles o interesse pela organização.

Agora que você já conhece o quarto montessoriano, o que acha de ler nosso post sobre como decorar a parede do quarto das crianças?

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria