Inovando na pintura: 5 texturas diferentes para as paredes

0
2582

As paredes lisas são predominantes na maioria dos imóveis, não é mesmo? Entretanto, as texturas também têm seu lugar na decoração, uma vez que fogem da estética padronizada, dão um toque de personalidade aos espaços e são capazes de renovar completamente a decoração dos ambientes.

Isso sem contar que as texturas são intervenções práticas e baratas para transformar os cômodos da casa, configurando-se como uma ótima forma de quebrar a monotonia do imóvel. Curioso para conhecer os principais tipos de textura e escolher uma opção para chamar de sua? Então continue lendo o nosso artigo de hoje:

Efeito rosa

Para deixar o ambiente romântico e acolhedor, uma textura super indicada é a textura com efeito de rosas. Para aplicá-la, o primeiro passo é preparar a parede, removendo a poeira e outras sujidades quaisquer. Nesse momento, se você constatar que a superfície contém irregularidades, dê uma lixadinha para fazer a uniformização. Com a parede já lisa, espalhe a massa texturizada usando uma desempenadeira, lembrando que é importante que a camada seja grossa para destacar a textura. Com a massa ainda maleável, feche suas mãos, pressione-as na parede e as gire suavemente para formar a rosa. Repita o processo até que várias flores fiquem unidas. Vale ressaltar que esse tipo de textura é ótimo para quartos femininos ou infantis. Pronto para realmente colocar a mão na massa?

Efeito linho

Prepare a parede usando duas demãos de tinta acrílica e esperando o tempo adequado de secagem entre cada camada. Passe gel acrílico em toda a superfície e, com a parede ainda molhada, passe a escova de lavar roupas na direção vertical e depois na horizontal. Prontinho! Em dois tempos você terá uma parede que lembra a textura dos tecidos de linho. O resultado fica bem elegante e é adequado para home offices, quartos e salas!

Efeito madeira

Para fazer essa textura, realize o mesmo processo do efeito linho até a aplicação do gel acrílico. Com a superfície coberta pelo produto, use um rolo com efeito lenhado para imitar os desenhos dos veios da madeira. Vale ressaltar que, como essa texturização é mais marcante, deve ser combinada com outros elementos decorativos suaves, fazendo um contraponto super elegante. Como o efeito é rústico, cai bem em varandas e até mesmo em sua área gourmet.

Efeito jeans

Para criar um efeito mais jovem e casual, invista na textura com efeito jeans. Para obter essa aparência, é preciso aplicar duas camadas de tinta branca, respeitar o tempo de intervalo entre cada demão e só depois aplicar o gel acrílico na parede. Use um rolo específico para esse efeito, passando-o na horizontal e na vertical com o gel ainda molhado. Dá também para usar uma escova para imitar a textura do tecido, mas, diferentemente do efeito linho, será preciso arrastar a escovinha nas duas direções e não apenas passar as fibras sobre o gel.

Efeito marmorizado

A textura marmorizada é mais sofisticada do que as outras citadas até agora, tornando os ambientes mais requintados. Como a técnica de marmorização também é mais complexa, o ideal é testá-la em superfícies menores antes de se aventurar na aplicação em uma parede inteira. Para chegar a esse tipo de efeito é necessário passar tinta texturizada com a desempenadeira inclinada a 45º. Deixe-a secar por 12 horas e passe a lixa suavemente para tirar eventuais rugas. Limpe a poeira com um pano seco e parta para a etapa da verdadeira marmorização. Usando a desempenadeira de mármore, passe a segunda demão de tinta realizando movimentos aleatórios e diagonais. Espere 8 horas para que o produto seque e, só depois, passe cera incolor com o auxílio de uma espuma. Depois de 15 minutos, use um pano limpo e seco para fazer o polimento. Para que o efeito dure por muito mais tempo, o indicado é que você passe cera uma vez ao mês e que evite o contato direto com água. Esse tipo de textura é interessante na decoração de salas de estar ou de jantar.

Agora nos conte qual desses tipos de textura mais chamou sua atenção! Ainda assim prefere paredes lisas? Compartilhe suas opiniões conosco e enriqueça nosso post!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria