Iluminação: conheça os tipos de pontos de luz

0
225

Como as luzes podem transformar completamente qualquer espaço, é preciso dar uma atenção especial à iluminação na hora da decoração. Um bom projeto luminotécnico tem a função de tornar os cômodos mais bonitos, agradáveis e elegantes, além de dar destaque a determinados detalhes, como um quadro, uma planta ou o rebaixamento do teto. Mas como escolher se existem vários tipos de iluminação, cada um com características específicas e cumprindo papéis distintos na décor? Para ajudá-lo a tomar essa decisão listamos no post de hoje as luzes mais populares e com maiores potenciais decorativos. Pronto para descobrir qual é a ideal para sua casa?

Iluminação wall washing

A iluminação wall washing cria um efeito visual de banho de luz na parede. Nesse tipo de iluminação, os pontos de luz são embutidos no teto ou dirigidos com spots, além de também ser possível utilizar projetores de pequeno porte e luminárias de chão embutidas. Ideal para espaços amplos e projetos arquitetônicos mais rebuscados, a iluminação no estilo wall washing ajuda a destacar a textura da parede e a valorizar a arquitetura do ambiente.

Iluminação difusa

A iluminação difusa consiste no uso de lâmpadas não aparentes, que, portanto, não incidem de forma direta em um foco único. Ótima para salas e quartos, essa luz é mais abrangente, mais espalhada e menos ofuscante. A principal vantagem da iluminação difusa é que ela suaviza as sombras, criando um efeito elegante no espaço.

Iluminação indireta

A luz indireta é uma espécie de iluminação difusa, porém mais restrita, composta normalmente por luminárias, abajures, pendentes e arandelas, que dão um toque acolhedor aos ambientes. Vale ressaltar que as arandelas normalmente são usadas em espaços mais enxutos, como banheiros e corredores.

Iluminação dirigida

Como o próprio nome sugere, esse foco de luz é orientado para apontar para uma única direção. Muito usada na decoração de eventos, jardins e ambientes onde se quer destacar objetos especiais, essa iluminação é feita, geralmente, a partir de refletores, muito usados para colocar quadros, esculturas, móveis e flores em evidência.

Iluminação uplight

Essa iluminação vem de baixo para cima, com as luzes instaladas no chão e direcionadas para colunas, arbustos, estátuas ou o que mais você desejar. Esse modelo é muito usado em muros e áreas externas, como decks próximos à piscina, por exemplo. O visual verticalizado cria um resultado estético muito interessante.

Iluminação downlight

Trata-se de uma luz oculta que aumenta o rendimento luminoso ao mesmo tempo que evita o ofuscamento. Vale destacar que a iluminação downlight se utiliza de luminárias próprias para embutir em forros de gesso e drywall. O efeito é moderno e super bonito!

Independentemente do tipo de iluminação que você escolher, é indispensável que as lâmpadas e luminárias estejam bem limpas para que não haja perda de luminosidade. Além disso, preste atenção ao ofuscamento, pois ele acontece quando a iluminação está incorreta e mal distribuída, apresentando, assim, contrastes excessivos.

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre os diferentes tipos de iluminação? Comente aqui e divida suas impressões conosco! Ah, e para ter acesso a outras dicas de decoração, assine nossa newsletter e receba novidades do universo da décor em primeira mão!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria