Estêncil para decorar: que tal a ideia?

0
1806

Grafite: se a leitura desta palavra já te traz à mente ruas com muros pintados, tão comuns em grandes metrópoles, você está parcialmente certo. Tudo porque a arte não se restringe somente às paredes de ambientes externos: o grafite ganhou o mundo e tem como seu expoente máximo o artista inglês Banksy. Não é para menos, pois Londres é uma das capitais mundiais do grafite e seus muros já viraram ponto de peregrinação de turistas e apreciadores do trabalho. Vale acrescentar, ainda, que Banksy utiliza a técnica stencil (ou estêncil, em português) para sua arte, que muitas vezes expressa críticas sociais.

O estêncil – também conhecido como molde vazado – é usado para formar um número, letra, símbolo tipográfico ou qualquer outra figura que possa ser delineada por corte ou perfuração em papel, plástico e até mesmo radiografias. É a técnica ideal para aqueles que não têm tanta afinidade com desenhos ou mesmo não querem arriscar que ele saia “tremido”. O desenho é formado por meio da aplicação de tinta (spray ou convencional) exatamente na parte vazada do molde em cimento, parede, tecido e outras superfícies. Fácil e com um enorme leque de possibilidades, o estêncil pode ser feito em casa e é uma dica e tanto para decorar seus ambientes!

Como fazer o seu?

O modo mais fácil para fazer seu estêncil é começar fazendo um desenho em uma folha de sulfite. A parte interna da imagem deve ser toda preenchida com canetinha preta, lembrando que os detalhes menores merecem uma caneta de ponta mais fina para não comprometer o acabamento. Feito isso, leve o papel sulfite à uma casa de cópias e peça para que façam uma cópia em acetato. Depois, recorte a parte pintada de canetinha preta cuidadosamente com um estilete para transformar o acetato em um molde vazado.

Dicas para aplicação

A aplicação de tinta no estêncil é muito fácil, mas alguns macetes podem ajudar a transformar a tarefa em algo ainda mais simples e com melhor acabamento. A primeira dica é fixar o molde com fita crepe na superfície a ser pintada, principalmente se for uma parede, o que dá mais sustentação ao desenho e evita que o molde balance ao ser manuseado. Se você prefere um efeito mais suave da tinta, aplique-a com uma esponja ou um pincel batedor, o que não deixa a tinta escorrer. Espere secar bem antes de remover o molde da superfície.

O molde poderá ser usado mais de uma vez sem a necessidade de limpá-lo. Quando chegar a hora da limpeza,  a dica é deixar o molde de molho em água com detergente por um tempo.

Onde aplicar?

O estêncil fica muito bonito quando aplicado em detalhes. Se o seu alvo é renovar as paredes dos ambientes, a técnica é bem-vinda no quarto e em lavabos. Como o estêncil é personalizado, você também pode criar desenhos variados para a aplicação em pratos, por exemplo, que combinem com as imagens aplicadas nos azulejos da cozinha. Até mesmo bolos confeitados ficam lindos com desenhos na técnica: use a criatividade e crie estampas originais para cada uma das aplicações!

 

Bom, bonito e barato: deixando a imaginação fluir, é possível criar inúmeros moldes para estêncil, que pode ser aplicado em superfícies diversas da casa. O melhor é que os desenhos são personalizados e podem ser feitos rapidamente.

Você já conhecia esta técnica de DIY (Do it Yourself) aplicada à decoração interna das residências? Deixe seu comentário e nos conte sua opinião!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria