Devo optar por pisos claros ou escuros para minha casa?

0
8248

Pisos claros ou escuros? Eis a questão! Certamente essa dúvida paira na mente de quem vai construir ou reformar. Mas qual é a melhor escolha? Quais as vantagens de cada um? Será que vou me arrepender se colocar piso claro na casa inteira? Os escuros realmente sujam mais? Confira o nosso artigo, fundamente e facilite sua decisão. Vem com a gente!

Pisos escuros e seus encantos

Os pisos escuros são bonitos e clássicos, sobretudo os pisos de madeira. Quando combinados com paredes claras, o contraste criado causa a impressão de ampliação visual. Mas tem um detalhe: isso não vale para os pisos pretos, que além de serem difíceis de higienizar, tornam o ambiente mais estreito e a tendência é que os moradores enjoem rápido dessa cor. O piso preto até pode ser usado nas decorações modernas, porém o mais indicado é que integrem ambientes específicos e não a casa inteira.

Vale a pena investir no encanto clássico de pisos de madeira escura trabalhada ou porcelanato e cerâmica em tonalidades puxadas para o marrom, tabaco, mogno e afins. Certifique-se de que a cor escolhida dialoga com a parede, a mobília e os objetos decorativos do cômodo!

Bons motivos para escolher pisos claros

O piso claro é versátil, atemporal e fácil de limpar. Além disso, esse piso causa a sensação de arejamento e amplitude, principalmente quando o ambiente é todo claro. Por ser discreto, ele tem a vantagem de dar destaque aos elementos decorativos, além de deixar os cômodos com uma aparência leve e sofisticada.

Quando combinados com espelhos e iluminação adequada, os pisos claros proporcionam um visual clássico e sofisticado, que abre espaço para inúmeras possibilidades decorativas. Nesse caso, é possível ousar na escolha das almofadas, cortinas, móveis e outros acessórios sem medo de que a composição fique muito pesada.

Dicas extras

  • Se você optar por pisos de madeira, o ideal é escolher pisos escuros (Sucupira, Ipê, Cumaru e Jatobá) para as áreas de movimentação intensa. Pisos claros (Amêndola, Tauari e Peroba Mica) são indicados para os cômodos com menos tráfego;

  • A escolha do tom do piso deve ser baseada nos seus gostos pessoais e no projeto da sua casa. Se for preciso, converse com um profissional da área;

  • Pisos escuros são capazes de dar um toque mais rústico e acolhedor ao ambiente, enquanto os pisos claros cumprem o papel de transmitir tranquilidade e elegância;

  • Se você optar por pisos escuros, componha a decoração com outros elementos em tonalidades fechadas, como vasos pretos, cabeceiras sóbrias e colchas também mais escuras. É importante fazer o contraponto com as paredes claras para o visual não ficar mórbido;

  • Os pisos de cores claras te dão a liberdade de optar por paredes vibrantes ou tintas de tonalidades neutras, como bege, branco e nude. Tudo vai depender do efeito que você deseja obter;

  • Se você, mesmo depois dessas dicas, não conseguir se decidir, é possível mesclar os pisos claros e escuros numa mesma residência, porém em ambientes diferentes.

E aí, qual é a sua escolha? Conte-nos qual é a opção preferida para sua obra nos comentários e aproveite para dividir suas dúvidas e opiniões conosco!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria