Cuidados que você deve ter com seu jardim de acordo com as estações do ano

0
1189

 

Quem tem um jardim em casa sabe bem que as plantinhas requerem alguns cuidados para crescerem fortes, bonitas e saudáveis, não é mesmo? A jardinagem realmente é uma atividade que demanda muita dedicação e conhecimento, afinal, as espécies costumam ter necessidades bastante particulares. E não para por aí! Para ver o jardim bonito de janeiro a janeiro, é indispensável adotar algumas práticas especiais, que variam de estação para estação. Quer saber como cuidar do seu jardim na primavera, no verão, no outono e no inverno? Então confira o nosso artigo de hoje:

Primavera

Na primavera, seu jardim merece muito cuidado. Chuvas regulares associadas a dias super ensolarados e tempo quente são fatores que estimulam o crescimento das plantas, mas que também podem deixá-las vulneráveis a pragas. Por isso, nessa estação do ano, o ideal é desbastar as plantinhas dos canteiros, diminuir a copa das árvores para favorecer a luminosidade, mexer na terra, tirar ervas invasoras, fertilizar o solo e semear as plantas da época. Além disso, elimine o mato e o musgo dos pátios e nivele a grama. Também é importante limpar a área, removendo folhas caídas, detritos e gravetos que, eventualmente, estejam obstruindo a superfície do solo.

Verão

A estação mais quente do ano demanda cuidados pra lá de especiais no cultivo das plantas para assegurar seu desenvolvimento perfeito, até porque o calor excessivo pode favorecer a proliferação de ervas daninhas, além de alterar o processo de fotossíntese e absorção de nutrientes. Por outro lado, essa é uma época muito indicada para o replantio, pois é no verão que as plantas crescem melhor e expandem suas raízes. Para que o jardim tenha a floração potencializada no verão, plante copos-de-leite, lírios da paz, helicônias, girassóis, cristas-de-galo, bromélias, orquídeas, hibiscos, gérberas e violetas. Quanto à rega, é lógico que, nos períodos quentes, a necessidade de água aumente, certo? Porém o excesso de umidade acaba facilitando a entrada de fungos e bactérias. Então é preciso apostar no equilíbrio!

Outono

Depois de enfrentarem as elevadas temperaturas do verão, as plantinhas começam a se preparar para o recolhimento invernal. E é por essas e outras que nesse momento os cuidados devem ser redobrados. Então guarde que esse período do ano é super propício para a limpeza e a adubação do jardim, fazendo do rastelo seu grande aliado para higienizar a área. Já as pás e as enxadas devem ser evitadas, pois podem danificar as plantas. Com o espaço limpinho, prepare o solo para a adubação e realize o processo como de costume — já falamos sobre o cultivo de plantas aqui e aqui. Por fim, faça a manutenção das espécies, garantindo a umidade sem encharcar os canteiros e vasos. Lembre-se de que o excesso de água pode fazer as raízes apodrecerem.

Inverno

As temperaturas baixas costumam ser bem agressivas para as plantas, principalmente para as tropicais, típicas do nosso país. Mas não se preocupe, porque ainda assim é possível manter seu jardim saudável no inverno, bastando, para isso, diminuir o volume de rega. Molhar pouco impede que as espécies fiquem sobrecarregadas e apodreçam. Outros cuidados consistem em adubar a terra e evitar a poda. No caso, remova apenas os galhos velhos e deixe as folhas secas para serem eliminadas na primavera. Quanto à ventilação e à iluminação, é importante que as plantas fiquem em um local arejado e recebam a luz solar. Sendo assim, se você tem um jardim interno, não deixe de levar as plantinhas para tomarem um banho de sol e respirarem ar puro na área externa da residência, ok?

Calendário de florações

Como existem espécies adequadas para cada época do ano, saber escolher os tipos de planta também ajuda a garantir a beleza do jardim. Conheça abaixo algumas das espécies que florescem a cada mês do ano:

  • Janeiro: agapanto, angélica, copo-de-leite, boca-de-leão, magnólia, dália e sálvia.
  • Fevereiro: esporinha, lírio, margarida-branca, paineira, mil-folhas e quaresmeira.
  • Março: castanha-de-macaco, capuchinha, saudade, manacá-da-serra e zínia.
  • Abril: acácia-mimosa, brinco-de-princesa, amor-agarradinho, crisântemo e petúnia.
  • Maio: açafate, camélia, bico-de-papagaio, flor-de-maio, zínia e prímula.
  • Junho: azaleia, eritrina, cipó-de-são-joão, ipê-roxo, orquídea-sapatinho e íris.
  • Julho: amor-perfeito, caliandra, cerejeira ornamental, verbena e quaresmeira.
  • Agosto: bauínia, azaleia, glicínia, buquê-de-noiva, jasmim e manacá-da-serra.
  • Setembro: campânula, gardênia, ipê-amarelo, miosótis e quaresmeira-roxa.
  • Outubro: agapanto, antúrio, guapuvuru, gerânio e margarida.
  • Novembro: agerato, amor-perfeito, flamboyant, petúnia, jacarandá-mimoso e sálvia.
  • Dezembro: cravo, hortênsia, jasmim-manga, rosa, magnólia amarela e quaresmeira.

Se você adotar as nossas dicas, seu jardim certamente ficará lindo e florido o ano inteiro! Pronto para colocar a mão na terra então? Ficou ainda alguma dúvida? Comente aqui e compartilhe suas impressões conosco!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria