Como usar cores fortes na decoração

0
1487

Já percebeu que, quando se trata de decoração, as cores claras e discretas figuram entre as preferidas da maioria das pessoas? Mas você sabia que discrição e sobriedade definitivamente não são características obrigatórias nos projetos mais modernos de decoração? Aliando bom gosto e ousadia, é super possível usar cores intensas e vibrantes na casa sem que isso sobrecarregue os ambientes, trazendo um ar de alegria, irreverência e modernidade aos espaços. Mas é preciso usá-las de forma equilibrada, para que o resultado não fique exagerado. Quer saber como usar cores fortes na decoração do seu lar doce lar? Então continue lendo o nosso artigo:

Mantenha as bases neutras

Para aumentar as possibilidades decorativas e potencializar a versatilidade dos ambientes, é mais seguro optar por cores neutras nas paredes e nos móveis maiores. Assim você vai poder usar e abusar de detalhes coloridos em cortinas, tapetes, luminárias e outros objetos decorativos. Se o ambiente for pequeno, reserve uma de suas paredes para pintar com uma tonalidade mais intensa, pois essa pintura marcante no cômodo inteiro acaba dando a impressão de que o espaço é menor do que realmente é.

Tome cuidado com excessos

As cores fortes são bem-vindas especialmente por quebrarem a monotonia dos espaços, tornando a decoração cheia de vida e personalidade. Isso quando são usadas com moderação, claro! Por isso, é indispensável não se exceder no uso dessas cores, pois os excessos deixam a decoração da casa poluída e sobrecarregada, além de gerar um cansaço visual nada agradável. De toda forma, se você deseja pintar um ambiente inteiro com tons fortes, procure fazê-lo em áreas externas — como fachadas, áreas gourmet e varandas. E se optar por cores intensas no interior da casa, sempre busque um ponto de equilíbrio, balanceando com cores neutras — a exemplo do bege, do cinza, do preto e do branco.

Evite cores fortes nos quartos

Em ambientes destinados ao descanso, como os quartos, as cores fortes devem ser evitadas nas paredes, afinal, os tons intensos tendem a deixar as pessoas mais agitadas. O vermelho, por exemplo, provoca uma certa irritação, inquietação e instabilidade emocional, não sendo indicado para a pintura de dormitórios. Se quiser incluir uma pitada de cor nesse tipo de ambiente, invista em detalhes coloridos, como almofadas, porta-retratos ou vasos.

Use as tonalidades em alta

Para quem gosta de mudar a cor das paredes de tempos em tempos, é importante acompanhar as tendências do universo da decoração, apostando em tonalidades que estejam em alta. Algumas das cores de 2015 são, por exemplo, o coral, o fúcsia, o azul índigo e o marsala. O amarelo e o azul turquesa também têm aparecido com frequência em decorações atuais, inclusive em projetos com decoração industrial.

Considere o efeito das cores

Cada cor tem um significado e provoca um efeito distinto nas pessoas. Cores quentes, como o laranja, o rosa e o amarelo, iluminam e aquecem o ambiente. Já o marrom, o verde, o azul e o preto são tons mais fechados, que, por isso, devem ser usados em ambientes mais iluminados. Para ampliar visualmente os espaços, aposte no branco e no bege. Já para criar uma sensação de acolhimento, os tons terrosos e amadeirados são bem-vindos.

Seja mais ousado e criativo

Brinque com as cores e solte a imaginação para decorar e colorir sua casa! Faça combinações de cores que contrastem ou se complementem, pinte móveis, faça um mix de papéis de paredes e envelope eletrodomésticos, colorindo sua cozinha! Você vai ver como esses detalhes farão toda a diferença!

Gostou do nosso artigo? Então não deixe de conferir este nosso outro post com dicas para combinar direitinho as cores na decoração e aproveite para assinar nossa newsletter e ficar atualizado com todas as tendências em design de interiores!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria