Cerâmica ou piso de madeira: qual a melhor opção?

0
2460

Por estar diretamente relacionado à decoração ao mesmo tempo em que cumpre um importante papel funcional no espaço — já que tem o poder de oferecer conforto térmico, isolamento acústico e até higiene —, o piso acaba sendo uma das partes mais importantes do acabamento de um ambiente. Mas como escolher se são tantas as opções disponíveis por aí? A verdade é que, na prática, existem dois tipos mais comuns: os pisos de madeira e os de cerâmica. Quer saber qual dessas opções é a melhor para sua casa? Então confira nossas dicas, compare os materiais e tire suas próprias conclusões!

Cerâmica ou piso de madeira qual a melhor opção (2)

Quais as vantagens e desvantagens da cerâmica?

A começar pelo aspecto estético, os pisos cerâmicos já se mostram extremamente vantajosos, uma vez que são encontrados em diferentes tamanhos, cores, estampas e acabamentos. E essa versatilidade favorece a adequação aos mais diversos projetos decorativos. Como se não bastasse, a cerâmica normalmente é mais acessível que a madeira, além de ser durável e muito fácil de limpar.

Como o Brasil é um país tropical e o clima é quente o ano inteiro na maioria das regiões, esse tipo de piso também é vantajoso porque oferece conforto térmico, resfriando o ambiente. Indicado para quem deseja criar uma unidade em toda a casa, a cerâmica e o porcelanato são perfeitos para absolutamente todos os ambientes. Vale ressaltar que, em áreas molhadas, o ideal é optar pelas cerâmicas texturizadas, que tendem a ser menos escorregadias que as lisas, evitando possíveis acidentes.

Basicamente, a única desvantagem da cerâmica é que, nos dias mais frios, a residência acaba não ficando tão acolhedora. Mas esse problema é facilmente resolvido com a aquisição de tapetes felpudos, por exemplo! Assim, nem mesmo esse ponto negativo é suficiente para apagar as vantagens desse piso que alia beleza, praticidade, economia e durabilidade!

E as vantagens e desvantagens da madeira?

O piso de madeira é visto como um piso sofisticado e elegante, sendo, por isso, muito valorizado no mercado. O problema é que é exatamente essa supervalorização que faz com que ele se torne um material mais caro! Isso sem contar que a madeira também requer cuidados especiais na higienização e na manutenção do dia a dia, afinal, esse piso precisa ser trocado ou restaurado de tempos em tempos, pois seu desgaste é mais aparente que nos pisos cerâmicos.

Mas você já deve ter ouvido falar nos laminados, uma alternativa moderna mais barata que os pisos de madeira maciça, certo? Mas a verdade é que essa opção perde tanto em beleza como em sofisticação. Além do mais, mesmo os laminados costumam ser mais caros do que as cerâmicas, viu? Assim, se você não abre mão do efeito acolhedor da cor escura da madeira, vale a pena investir em pisos cerâmicos 3D, com cor e textura que se aproximam do aspecto amadeirado!

Para quem cada tipo de piso é indicado?

Os pisos cerâmicos são materiais mais indicados para pessoas que valorizam os aspectos decorativos, mas que buscam um melhor custo-benefício em suas escolhas. Essa opção é ótima para quem mora em casas ou apartamentos pequenos e precisa dar uma certa unidade nos revestimentos a fim de fazer o imóvel parecer maior.

Já os pisos de madeira são indicados para que mora em regiões mais frias e está disposto a pagar mais caro pelo acabamento da casa. Para completar, por ser menos prático, o piso de madeira só deve ser escolhido por quem tem tempo e estrutura disponíveis para cuidar adequadamente do piso. Sem contar que a madeira possui uma durabilidade bem menor, tende a manchar e riscam até mesmo com o uso de salto no dia a dia.

É fato que uma das maiores dúvidas na finalização de projetos de construção ou reforma é justamente a escolha do piso, mas basta pesar prós e contras para as incertezas serem mandadas para bem longe, não é verdade?

Ficou ainda com alguma dúvida? Comente aqui e compartilhe seus questionamentos conosco!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria