Afinal, imóvel alugado pode ser reformado? Tire suas dúvidas!

0
1435

O imóvel alugado é uma ótima opção para quem quer escolher o local dos  sonhos sem ter que realizar um grande investimento. Além disso, a ideia de fixar-se em um lugar pelo resto da vida pode ser um tanto quanto assustadora para algumas pessoas.

No entanto, é quase uma missão impossível encontrar o imóvel perfeito logo de cara. Muitas vezes, o futuro inquilino precisa escolher seu cantinho já pensando nas melhorias que serão necessárias.

Se você está nessa situação e tem dúvidas sobre reformas em imóveis, acompanhe nosso post e entenda o que pode ou não ser feito.

Detalhes incômodos

Depois de escolher a localização, o tamanho, a divisão do espaço, fechar contrato e começar a morar no seu imóvel alugado, eis que você percebe um detalhe incômodo. Pode ser algo no banheiro, na varanda, algo inacabado, perigoso ou que simplesmente não atende às suas expectativas, mas tem potencial para ser melhorado. Então, surge o questionamento: vale a pena reformar?

O primeiro passo é analisar a situação e ver se a reforma compensa financeiramente. Se o aluguel do imóvel em questão for R$500 mais barato, por exemplo, que outro que atenderia suas expectativas, e a reforma custar R$1,5 mil, investir nesse reparo é uma boa ideia e te va te ajudar a economizar futuramente.

Porém, antes de tomar qualquer decisão, é necessário conversar com o dono do imóvel alugado e pedir sua permissão antes de realizar qualquer modificação, ainda que seja uma melhoria considerável. Dependendo do caso, é possível que o proprietário aceite abater o valor da reforma no aluguel ou ainda ajudar com parte dos custos. Monte um bom argumento e mostre ao proprietário como as melhorias que você pretende fazer podem ser benéficas para ambos.

Qualquer benfeitoria feita sem a autorização do proprietário é considerada infração contratual. Ao furar paredes com azulejos, por exemplo, o inquilino precisa estar ciente de que terá que arcar com os custos de reposição das peças danificadas. A pintura das paredes, principalmente quando houver mudança de cor, também deve ser informada e autorizada.

Manutenção do imóvel alugado

Antes de qualquer decisão, é preciso ter em mente que, ao assinar o contrato de locação, o inquilino se responsabiliza por devolver o imóvel exatamente como ele foi entregue. Para que ninguém se esqueça dos detalhes, é sempre bom ler o documento de vistoria.

Por exemplo, se a vistoria diz que a cozinha foi entregue com uma torneira de mesa para “cozinha bica móvel”, e ela quebrar com o passar do tempo, o inquilino deve repô-la por igual ou semelhante ao desocupar o imóvel.

É por isso que esse documento é o seu melhor amigo enquanto locatário; revise-o sempre que for necessário, principalmente na primeira semana de locação. O inquilino tem 10 dias após a assinatura do contrato para contestar quaisquer pontos e solicitar uma nova vistoria, caso julgue necessário.

Problemas estruturais

Se você reside em um imóvel alugado há algum tempo, com certeza já enfrentou problemas estruturais. Pode ser na parte elétrica, hidráulica, no esgoto, etc. É importante saber que o proprietário tem a obrigação de entregar a casa ou apartamento em condições mínimas de uso. Assim que o imóvel apresentar algum problema estrutural, é preciso informar ao proprietário para que ele resolva o mais rápido possível.

Reformar um imóvel alugado é possível, principalmente quando o reparo é fundamental para que o inquilino permaneça na residência com segurança, conforto e tranquilidade. Não hesite em solicitar ao proprietário autorização para reformar o que julgar necessário e que trará mais conforto para você e sua família.

Quer mais textos sobre aluguel de imóveis? Então assine nossa newsletter para receber em primeira mão mais artigos como esse.

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria