8 dicas para você reformar a casa usando o seu 13º salário

0
1027

O 2015 está às portas e o novo ano inspira mudanças. O período é propício para reformas e inovações em casa, mas é preciso ter muito cuidado para não exceder nos gastos e ter dores de cabeça no futuro.

Muita gente já quer mexer na casa para que ela fique bonita pra o Natal e Réveillon e, se você faz parte desse grupo, cogite a possibilidade de usar o seu 13º salário na reforma. Quer saber como fazer isso da maneira mais tranquila e inteligente possível? Então confira as nossas dicas para renovar a sua casa usando esse dinheiro extra. Vem com a gente!

Planeje a reforma

Que tal começar a reforma com o pé direito e o novo ano sem dívidas? Para tornar isso possível, é importante planejar todos os detalhes da reforma, listar os desejos para os ambientes, fazer orçamentos e estabelecer prioridades, pois dificilmente o 13º salário vai dar para fazer tudo.

Gaste com moderação

Não exagere nos gastos, caso contrário, é bem provável que você passe o ano inteiro pagando a reforma. Além disso, você não pode se esquecer que existem despesas extras além da reforma. É o caso das compras de Natal, taxas de  IPTU, IPVA, licenciamento, seguro, matrícula na escola, etc. Vale destacar que especialistas alegam que se a família estiver muito endividada, é melhor pagar as contas do que reformar a residência.

Defina o período da reforma

Estipule um cronograma para a sua reforma e evite mexer em vários cômodos ao mesmo tempo. Se a intenção é ter uma sala de jantar bonita para o fim de ano, priorize a reforma desse espaço e, se possível, evite intervenções drásticas, pois isso vai agilizar o processo e diminuir as despesas com a obra.

Separe uma reserva para emergências

Imprevistos acontecem no decorrer de qualquer obra de reforma, seja ela grande ou pequena. Nesse sentido, é crucial separar parte do 13º salário para eventuais emergências.

Tenha a planta em mãos

Caso a reforma demande quebra-quebra e mudanças estruturais, procure a planta da casa e converse com um engenheiro ou arquiteto para verificar se as alterações podem ser feitas.

Faça uma lista de compras

Para evitar desperdícios e gastos desnecessários, converse com o mestre de obras a fim de saber quais e quantos serão os materiais necessários na execução da reforma.

Esses materiais você encontra no site Casa Show. Clique aqui e aproveite!

Pense na logística da reforma

Se você deseja viajar durante a reforma, programe a logística das atividades e também do suprimento de materiais. É necessário também deixar um engenheiro ou um bom mestre de obras supervisionando e conduzindo a reforma.

Encare a reforma como investimento

A reforma não deve ser encarada como gasto, mas sim como investimento. Depois da obra concluída, a família ganha em conforto, bem-estar e qualidade de vida. Além disso, a reforma pode valorizar o imóvel em até 30%, o que aumenta as vantagens na revenda.

E aí, gostou das nossas dicas? Vai colocá-las em prática? Então aproveite a primeira parcela do seu 13º salário e comece a reforma o quanto antes. Até a próxima!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria