6 erros de reforma e manutenção que desvalorizam seu imóvel

1
299

As reformas valorizam os imóveis, certo? Nem sempre! Sabia que algumas intervenções acabam fazendo sua casa — ou seu apê — perder valor de mercado? Pois é, na verdade, quando a reforma não é bem planejada e executada, há grandes chances de o preço de revenda do imóvel sofrer uma queda. Como se não bastasse, mudanças drásticas podem acabar dificultando na hora da venda dos imóveis, uma vez que os compradores buscam casas o mais neutras possíveis para não darem trabalho demais na personalização. Quer saber quais são os erros de reforma e manutenção que podem desvalorizar seu imóvel? Então continue lendo o nosso artigo e não caia nessa cilada:

Não se atentar à manutenção preventiva

Atenção, porque esse é um erro dos graves que se pode cometer! Não fazer a devida manutenção preventiva desvaloriza o imóvel desde sua estrutura, pois é exatamente essa manutenção que garante o bom estado de conservação e a qualidade da segurança da casa ou do apartamento. Nesse sentido, é essencial cuidar dos elementos que não ficam obviamente aparentes — como as redes elétrica e a hidráulica, por exemplo. Para não negligenciar uma parte tão importante da casa, é preciso supervisionar esses sistemas periodicamente.

Fazer mudanças muito grandes na planta original

Para manter o imóvel valorizado, é essencial não mexer muito na planta original. O mais indicado é que o número de quartos e banheiros se mantenha o mesmo, uma vez que isso aumenta a vendabilidade do seu bem. Criar espaços integrados ou fazer divisórias também é uma ameaça para a valorização! Então pense duas vezes antes de sair quebrando ou subindo paredes por aí, ok?

Colocar ar-condicionado na varanda

O ar-condicionado propicia um conforto sem igual, mas você há de convir que o vão feito para instalar o aparelho compromete — e muito — a estética do imóvel, não é verdade? E não adianta pensar que colocar o ar-condicionado na varanda ameniza a desvalorização. Muito pelo contrário! O indicado mesmo é criar um espaço técnico que esconda o equipamento sem alterar drasticamente a aparência do imóvel.

Rebaixar o teto com gesso

O rebaixamento de gesso tem seus prós e, claro, seus contras. Se por um lado ele deixa a casa mais bonita e bem acabada, por outro, pode afetar a amplitude do imóvel e causar a impressão de achatamento. Se o pé-direito dos ambientes já for muito baixo, evite sancas e trabalhos muito elaborados de gesso. É aqui que a regra do menos é mais faz todo o sentido!

Incluir personalidade e cor em excesso

Tudo bem que, enquanto você estiver morando no imóvel, ele deve, sim, ter a sua cara. No entanto, é importante que você não exagere nos quesitos cor e personalidade. Prefira inovar nos móveis e em detalhes decorativos facilmente removíveis. Em relação às paredes, aos revestimentos e às louças, prefira itens mais básicos, que tendam a agradar a maioria das pessoas. Lembre-se de que um imóvel excessivamente moderno e vibrante costuma afastar possíveis compradores!

Usar materiais de segunda categoria

Ao fazer reformas, observe a beleza e considere o preço, mas não abra mão da qualidade nos revestimentos, nas ferragens, janelas, louças e portas. Acredite: quem vai comprar uma casa observa todos os detalhes e é por isso que é extremamente importante que a construção conte com produtos resistentes, duráveis e em perfeito estado de funcionamento. Se você fosse o comprador não ia querer encontrar um imóvel assim?

Agora comente aqui e nos conte quais desses erros você infelizmente já cometeu aí na sua casa. Vai redobrar os cuidados para não cometer mais nenhum? Compartilhe suas experiências conosco e participe da conversa!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria

Comments are closed.