6 dicas para recuperar pisos em madeira

0
9137

Os bons e velhos pisos de madeira ainda agregam muita beleza a qualquer ambiente, complementando o espaço com elegância e elevando o valor de mercado do imóvel. Apesar de durarem bastante, os pisos de madeira inevitavelmente sofrem, assim como quaisquer outros materiais, desgastes com o passar do tempo. A boa notícia é que, adotando algumas medidas simples, é, sim, possível corrigir problemas como trincas, arranhões, opacidade e descolamento. Quer saber como? Então confira a seguir algumas dicas valiosas para restaurar pisos de madeira:

Faça uma checagem geral

Avalie cuidadosamente o estado do piso, descubra quais partes estão mais danificadas e analise se realmente vale a pena fazer a restauração. Se o piso já tiver sido restaurado mais de três vezes ou estiver em péssimas condições de conservação, talvez seja melhor trocá-lo. Mas se ele estiver apenas sem brilho ou com faixas descoladas, faça os reparos pontuais e economize tempo e dinheiro, além de, de quebra, ajudar o meio ambiente com seu consumo consciente.

Tire os móveis do cômodo

Como o trabalho de revitalização da madeira gera muita poeira, além de demandar o uso de produtos químicos, o ideal é retirar todos os móveis do cômodo e devolvê-los, pelo menos, 18 horas depois da finalização de qualquer que seja o procedimento. Isso evita danos à sua mobília e ao piso em si.

Use massa para tampar buracos

Se, ao substituir tacos e réguas de madeira você notar buracos, furos de prego e pequenas deformidades, trate de tampar tudinho com massa própria para madeira. Essa massa acrílica, que pode ser encontrada em cores variadas de madeira, é super eficiente, sendo uma ótima opção para disfarçar os mais variados tipos de desgastes.

Você encontra esse produto no site da Casa Show. Clique aqui e confira!

Lixe a superfície com cuidado

A restauração de qualquer piso de madeira começa pelo lixamento. A superfície danificada deve ser lixada delicadamente, de modo que suas fibras naturais sejam preservadas. Se os danos forem pontuais, pode-se optar pelas lixas manuais. Caso o piso esteja todo danificado, use uma lixadeiraelétrica. Lembrando que quem não estiver suficientemente confortável e seguro para realizar a tarefa com as próprias mãos deve contratar profissionais especializados para fazerem o serviço.

Limpe tudo direitinho

Depois de lixar o piso todinho, limpe-o minuciosamente. Varra toda a superfície e, se possível, passe o aspirador de pó em toda a extensão do cômodo para remover os resíduos. Lembre-se de que o pó pode comprometer o resultado final, especialmente na hora de envernizar a madeira.

Finalize a restauração

Após as medidas de preparação mencionadas acima, passe para a impermeabilização da madeira para resgatar seu brilho. Você pode fazer isso usando um protetor ou um impregnante de madeira,verniz brilhante ou resina. Vale destacar que os vernizes costumam ser à base de formol e as resinas à base de água, o que torna a secagem mais rápida.

Um último lembrete: só restaure os tacos e os assoalhos, pois eles são de madeira maciça e contam com, no mínimo, 2 centímetros de espessura, o que permite que sejam restaurados até três vezes. Já os carpetes e laminados são bem menos resistentes, além de serem mais baratos e fáceis de trocar.

E então, gostou das nossas dicas? Pretende revitalizar o piso de madeira da sua casa em breve? Pois não se esqueça de voltar aqui para nos contar como ficou, ok? Compartilhe suas experiências e impressões conosco!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria