6 dicas para comprar o acabamento da sua obra

0
6798

A fase do acabamento é uma das mais prazerosas de uma obra. Ver as coisas realmente tomando forma e já próximas do resultado final do projeto torna tudo mais divertido e empolgante. A finalização, no entanto, pode ser também a parte mais cara e a que dará mais dor de cabeça no futuro.

Tendo isso em mente, é preciso uma atenção especial a certos detalhes na hora de escolher e comprar os itens para um acabamento de qualidade. Para te auxiliar no processo e evitar que as despesas fujam ao controle, elaboramos 6 dicas para ir às compras com consciência na etapa final da obra. Confira agora!

 

1. Não deixe de fazer as contas

O primeiro ponto realmente importante sobre a compra do acabamento da obra é saber pesquisar. Estimativas mostram que o acabamento pode representar até 50% do valor total da obra. As opções são praticamente infinitas e os preços variam muito. A escolha de materiais mais caros pode tornar toda o custo total da obra muito mais alto do que se pensava, por isso é preciso buscar as melhores opções de preço.

Faça o orçamento de todo o acabamento de uma vez só. Com isso, você não corre o risco de gastar todos os seus recursos (ou se endividar) antes de finalizar esta etapa da obra. Com o orçamento total, é possível fazer ajustes antes de efetivamente comprar os materiais. Assim você pode, por exemplo, abrir mãos de louças mais caras para ter azulejos de melhor qualidade; ou investir nos metais abrindo mão de tintas mais caras.

 

2. Escolha materiais de qualidade

O preço, como dito acima, é um fator realmente importante, mas isso não significa que você deve optar por material de baixa qualidade. Hoje, com a Internet, é possível buscar referências sobre os principais fabricantes, lendo inclusive reviews de proprietários e profissionais sobre o uso de determinado material em uma obra. Acabamento de baixa qualidade será motivo de dor de cabeça para você no futuro, já que o mesmo se deteriora rapidamente e, em pouco tempo, você terá que realizar uma reforma.

Mas preste atenção: material de qualidade não é sinônimo de material caro. Através de pesquisa, indicações de profissionais e outros proprietários que realizaram obras recentemente, é possível encontrar boas opções com preços justos. O foco é sempre o custo-benefício.

 

3. Na hora de priorizar o investimento, aposte nos pisos

Se você tivesse que escolher apenas um dos itens do acabamento para gastar um pouco mais, a dica é: invista nos pisos. Eles têm que ser de boa qualidade, uma vez que são o materiais que sofrerão maior ação externa ao longo do tempo. Principalmente em locais de maior trânsito de pessoas, os pisos devem ser de maior durabilidade; opções de baixa qualidade se deteriorarão rapidamente.

 

4. Evite os modismos

Há sempre uma nova tendência em acabamento. Um novo estilo de azulejo, pinturas com cores diferentes, torneiras em estilos modernos, etc. Estes novos estilos podem estar na capa das revistas e serem usados pelas pessoas mais interessantes, mas eles reservam um problema: geralmente a moda passa. Quando isto acontece, os dispositivos ficam ultrapassados e podem ser considerados “bregas”, comprometendo a decoração da sua casa a longo prazo.

Não tenha medo de ousar, mas busque um acabamento que tenha a ver com sua personalidade, não com alguma moda que pode ser passageira. No que diz respeito ao estilo, o mais seguro e aconselhável é investir em peças que sejam atemporais e clássicas.

 

5. Tire medidas

Tirar medidas é uma etapa fundamental na compra do acabamento porque evita desperdícios e possíveis problemas com material. Para pisos e azulejos, tire as medidas exatas e compre a quantidade de material que exceda apenas um pouco a metragem total, para o caso de alguma avaria durante as obras. Neste mesmo sentido, para metais e louças, você deve conferir o tamanho exato e as especificações do fabricante, para ter a certeza de que o produto se encaixará.

 

6. Anote o código de cores

Mesmo que você compre uma boa quantidade de tinta para a pintura dos seus cômodos, sempre anote, em algum lugar que você possa acessar futuramente, todos os códigos de cores. Mais tarde, eles podem ser úteis se você desejar manter a cor do local e precisar fazer apenas um pequeno reparo. Registre esta dica!

Com as dicas acima, a probabilidade de acertar na hora de comprar o acabamento e não ter problemas no futuro é alta. Depois das várias etapas concluídas e bem sucedidas da sua obra, o que não vale é cometer deslizes com estes materiais, não é mesmo? Tem mais dicas interessantes e úteis que aplicou quando adquiriu o acabamento de outras obras? É a primeira vez que planeja uma construção e ainda tem algumas dúvidas? Não se esqueça de deixar seu comentário com suas experiências, sugestões e perguntas!

Casa Show - Guia de pequenos reparos - Parte 1 Alvenaria